O Cavaleiro da Mesa de Plástico

Publicado em Uncategorized

Era uma vez uma menina que achava que era uma Princesa. E durante muito tempo ela fez o que as princesas fazem e brincou de bolhas de sabão que se desmanchavam no ar. Ela sempre ficava feliz quando rodopiava e sentia as bolhas explodirem contra o vestido estampado rodado que usava pra fazer bolhinhas. O Reino era um mundo maravilhoso e ela via Mary Poppins.

Gostava de sua vida real e nela se divertia. E tudo indicava o caminho a seguir, sem ter que pensar muito. E sem ter em que pensar ela se deixou ir, como as bolhas que o vento levava. Um dia ouviu sons diferentes e correu à janela para ver de onde vinham.

Vinha de um outro lugar fora do castelo. De um veículo que não conhecia, e dele desceu um homem comum. Tinha certo ar de quem sabia das coisas e saber das coisas lhe atraía desde sempre. Ele lhe mostrou mágicas receitas secretas de saber proibido no Reino. Bruxaria, eles lhe disseram. O Conselho Real lhe pediu que se afastasse que devia ser cigano, feiticeiro, alquimista. Ela não conseguia, não queria e também por isso não tentava.

Enquanto passeavam para que ela lhe mostrasse o Reino, ela foi raptada por um dragão gigante que voou com ela para o alto de uma montanha. Preocupado, ele sempre era preocupado, pegou sua flauta mágica e escalou a montanha do dragão. Lá, o dragão se transfigurou numa feiticeira que segurava a indefesa princesa no penhasco e ameaçava soltá-la. Com a calma de quem descobre um grande segredo, ele puxou a flauta mágica e começou a tocar.

A música de sua flauta era suave e hipnótica. A feiticeira soltou a princesa no solo firme e antes de se transfigurar numa doninha pela mágica da música, ela jurou assombrar a princesa e prometeu voltar para ficar com a vida dela. E lançou sua risada maléfica.

A princesa estava lá, desacordada, deitada no chão e ele se aproximou dela como quem salva uma vida, e assim salvou a dela. Fez soar a flauta com o som de um bálsamo e ela abriu suavemente os olhos para ver que ele tocava pra ela. Com um sorriso agradecido, ela fez do plebeu desconhecido Cavaleiro. O Primeiro Cavaleiro da Ordem da Mesa de Plástico, por ter lhe salvado a vida. Ele a levou de volta ao Castelo em segurança, mas tanto ele quanto ela sabiam que nada mais seria igual.

Os dias se passaram com um sentindo a falta do outro, e mesmo o Conselho Real lhe pedindo que não voltasse a encontrar o Cavaleiro, ela não deixou de ver o mundo além das muralhas reais.

Ele lhe estendeu a mão, ela olhou pra trás e viu o Castelo se preparar para a ceia onde seria anunciado qualquer conclama real de sempre e pegou a mão do Cavaleiro.

Ele pediu que ela fosse com ele até ali, não muito longe, mas fora do Reino Encantado, pra que ela visse que o Reino não era o mundo, mas uma parte dele e que o Reino não pertencia a ela, mas aos seus cidadãos e que ela precisaria conquistar seu próprio reino se quisesse ser Rainha. Ela sentiu medo, mas sabia que ele não lhe mentia. Jamais havia saído do Reino e a ponte de madeira e corda ficava sobre um pântano cheio de jacarés famintos.

Na soleira da porta de entrada do Reino, ela sentiu se partir o chão sob os pés. Atrás de si ela tinha tudo o que conhecia. À frente, um mundo novo, cheio de possibilidades e de um colorido superior. Inacreditável por ser tão novo, o caminho a frente possuía mais bifurcações do que podia contar. O Reino subitamente ficou muito pequeno pra ela. Ela lhe ensinou a perder o controle. Ele queria lhe ensinar a controlar. O Cavaleiro lhe estendeu a mão outra vez, apagou o cigarro e lhe sorriu ao perguntar onde ela queria ir.

Tá, eu sei que não tem sentido óbvio. Não era pra ser óbvio mesmo. Cada link é uma música, pra compensar o tempo sem postar. A propósito, escrevi mas não reli. Qualquer coisa, grita.

50 Coisas Não Tão Legais Sobre a Anna

Publicado em Sobre Ela

  1. Ela passou o dia inteiro escutando uma música misteriosa no fone de ouvido e só às 2h da manhã me contou que era Farofa, do Sergio Malandro.

  2. O filme preferido dela é Mary Poppins.
  3. Se você perguntar alguma coisa pra ela, ela responde. Mesmo.
  4. Ela tem mp3 do Balão Mágico e do Trem da Alegria no pc.
  5. Ela escuta os mp3 do Balão Mágico e do Trem da Alegria que ela tem no pc.
  6. Não importa o quão acabado você está, se precisar de uma trombada, ela dá e dá sem pena.
  7. Ela não escuta certas coisas pra escutar muito bem outras.
  8. Ela acha que Curtindo a Vida Adoidado tem uma filosofia de vida.
  9. Ela realmente é mais inteligente que você, mesmo que ela te faça se sentir o máximo.
  10. Ela deixa de ir pra a farra pra ficar em casa vendo filme e comendo pipoca, principalmente se tiver Coca-Cola.
  11. Se deixarem, ela toma Coca no café da manhã.
  12. Ela tem uma cara de bem resolvida mas sempre precisa de cuidados.
  13. Ela me deixou esperando 57 minutos porque tava fazendo um quebra cabeças.
  14. Ela faz você se sentir culpado se tiver feito uma coisa errada.
  15. Ela ri alto.
  16. Não enxerga bem sem óculos, às vezes com eles também não.
  17. Ela é preguiçosa e é contagioso.
  18. Ela realmente adora desenho animado.
  19. Ela não sabia o que era “Pé do Vido” até um tempinho atrás.
  20. Ela escreveu um texto sobre a descoberta do que era pé do vido.
  21. Ela entra na sua cabeça e muda tudo lá dentro.
  22. Ela inspira cuidados.
  23. Ela é linda dançando, mas não dança muito bem.
  24. Ela é inconstante e indecisa.
  25. É volátil e volúvel.
  26. Ela faz o gênero Princesinha.
  27. Ela me bateu.
  28. Ela não toma Guaraná.
  29. Odeia Fanta laranja.
  30. Fica alta com 2 taças de vinho.
  31. Fica com vontade de ficar triste.
  32. Quer tudo ao mesmo tempo.
  33. Escreve melhor do que eu.
  34. Bate pé e faz bico.
  35. Ela causa ciúmes.
  36. Ela realmente acha que no final tudo vai dar certo mesmo quando ta chorando no seu ombro porque o passarinho morreu.
  37. Ela chora quando o passarinho morre.
  38. Ela chora em filme de cachorro
  39. Ela chora.
  40. Se você sofrer um tombo, ela vai rir. Te ajuda, mas ri.
  41. Ela odeia o Flamengo.
  42. Ela gosta do Alonso.
  43. Ela não curte o Tarantino.
  44. Ela acredita nas pessoas.
  45. Ela acha que paulista é gente.
  46. Ela canta mal.
  47. Ela faz falta, muita falta mesmo.
  48. Ela mora longe.
  49. Não importa o tempo que passe, ela vai continuar na sua cabeça e você vai sentir dor de tanta falta que vai sentir dela.
  50. Não tem como não conhecer a pessoa que ela é de verdade e não gostar dela, nem sair de perto dela, após ter conhecido sem ter mudado alguma coisa importante dentro de si.

Anna!
Muito Obrigado pelo espaço pra te esculachar, eu te amo!
Vou sentir saudades.
Beijos,
Marcello, Marmello, Martello.

Thinking Blogger Award – II Os Eleitos

Publicado em Uncategorized
Poizé. Eu pensei, repensei e pensei de novo. Queria poder indicar mais gente, mas não posso, então usei alguns critérios. Serão indicados por categorias, onde tentei colocar os tops dos tops em todas as áreas do meu interesse porque, como eu já falei isso aqui não é, nunca foi, nem teve pretensão de ser, uma democracia.
Mas agora deixa eu indicar que eu preciso dormir hoje e o MSN ta piscando.
I. Depósito do Calvin: esse é prata da casa e inteiramente voltado ao meu personagem preferido em qualquer dimensão. Bem cuidado, o Depósito é um desses lugares que você freqüenta e não tira o sorriso do rosto. E também porque Quadrinhos não são só pra criança, droga!
II. Relato Mentira: um Escritor Sem Classe, mas cafajeste e com muita bala na agulha fala de tudo o que você adoraria saber fazer. To indicando porque nem tudo precisa ser uma verdade inteira se esta mesma verdade pela metade bastar. Indicado pelo conjunto da obra, não é atualizado desde abril, mas o arquivo faz pensar e muito, e vale a visita.
III. Solta no Mundo: o ponto de vista feminino de Márcia do Valle sobre tudo, mesmo, do dia internacional da água a um poema de que gosta e em qualquer caso com uma poesia envolvida que acaba fazendo acreditar que o impossível é algo que você não tentou ainda e que o mundo é um lugar ótimo pra se estar.
IV. Sapato 36: porque uma hora ou outra, o tempo precisava acordar e a gente também.
V.Blog do MEder: algumas pessoas são ótimas contadoras de histórias.

Volto a dizer que precisaria de mais espaço pra não me sentir mal por não incluir o Mundo Gump, O Patinho Amarelo e na Highway e até ia retribuir a gentileza e indicar o Blog do Lua, mas como o Lua já tem merecidamente duas indicações, já falo sobre ele em 3 de cada 5 textos, resolvi abrir para os pequenos blogs de grandes talentos. Cito no post porque a ausência entre os indicados reflete a falta de espaço, nunca de merecimento.

ps. Não tinha We are the Champions entre as minhas músicas, aí coloquei Belle & Sebastian – If she wants me, é só clicar no título. Falei que voltava.=D

Thinking Blogger Award

Publicado em Uncategorized

Quando cismei com o antigo blog e fiz este, quase um ano atrás, a idéia era só postar alguns contos, já que as madrugadas estavam cada vez mais acordadas e a falta de um sono reparador fazia, e ainda faz, pensar com uma estranha noção particular da realidade.

O tempo passou e o blog acabou ganhando corpo e personalidade. Algumas mudanças ainda estão sendo feitas pra que ele fique mais interativo e agradável aos leitores – eu tenho leitores! Dá pra imaginar? – De uns tempos pra cá, ele só cresceu e como um filho que dá orgulho para a mãe, ele conseguiu uma indicação de blog que faz pensar.

A indicação veio do Blog do Lua o que é interessante, vez que ele é o blog que me deu a idéia de criar o saudoso Menina Espacial – eu sei que o nome é tosco-; e o dono é e sempre foi, desde que o conheço e isso já tem tempo, estímulo, influência e uma certa parceria. Acredito que eu tenha ficado mais tocada com a indicação por isso. A maior inspiração para a criação do caderno eleger o espaço como um dos cinco blogs que mais o fazem pensar?!!!! Mais do que envaidecida estou emocionada. Não sei o que o caderno te faz pensar, mas se faz pensar já ta valendo.

Agora minha tarefa é colocar um link do blog com as regras aqui e eleger os cinco blogs que me fazem pensar. E essa é a parte mais complicada. Além do Blog do Lua onde sou praticamente sócia de tanto que eu visito – e roubo algumas idéias também, não tem problema porque Marcos tem muitas-,leio muitos blogs, blogs diferentes e interessantes e pra não esquecer de nenhum que me faça pensar muito eu ia precisar de indicar mais dez, no mínimo. Tentando não ser injusta, resolvi indicar por categoria, mas preciso decidir ainda os últimos dois e estou indecisa. No próximo post, impreterivelmente.