Listão dos livros 2015

Publicado em Uncategorized

tumblr_l9h5sr9Jyv1qdhfo7o1_500Em primeiro lugar, esta blogueira voltará a escrever aqui.
Em segundo, vamos lá fazer nossa tradicional lista de livrinhos lidos esse ano que terminou, felizmente.

1.    Tamanho não importa – Meg Cabot
é um livrinho de uma série da Meg, o terceiro, salvo engano. E é exatamente igual aos outros da mesma série. Podem ler deboas porque é engraçado e cheio de verdades. Adoro Heather, melhor pessoa. Muitas verdades sobre tentar fazer as coisas direito e não ceder perante a sociedade que fica só chamando ela de gorda.
2.    Vale tudo, o som e a fúria de Tim Maia – Nelson Motta
é legalzinho.
3.    Libertina – Nana Pavoulih
muito melhor que 50 tons de cinza, mas com os mesmos problemas.
4.    Chéri a Paris, um brasileiro na terra do fromage – Daniel Cariello
são crônicas sobre o tempo que o autor passou na França. É muito legal, vou procurar  mais coisas dele pra ler depois.
5.    Trilogia 50 tons de cinza – E L James
Crepúsculo softporn ridículo, mas sem vampiro brilhoso.
6.    A torre das Almas – Eduardo Spohr
é só um conto e eu nem gostei muito. Parece que falta coisas.
7.    Gorda, solteira, 30 anos, procura – Janaina Rico
Pfffffffff Foi quando eu comecei a pensar em parar de explorar as sugestões que a amazon me dá.
8.    Tamanho 42 e pronta pra arrasar – Meg Cabot
é legal também.
9.    Double Header: my life with two penises – Diphallic Dude
Esse livro fez de mim uma pessoa muito melhor. Sério. É a história real de um cara com dois pintos e todos os problemas que ele teve pra lidar com isso.
10.    O maravilhoso agora – Tim Tharp
nhé
11.    Proibida – Nana Pavoulih
melhor que 50 tons.
12.    Não sou uma dessas – Lena Dunham
é excelente. Abriu minha cabeça pra uma série de coisas sobre feminismo e padrões e ser quem se é.
13.    Marilyn Monroe and Joe Dimaggio – James Bankes
Quando eu assisti Smash, fiquei obcecada por Marilyn e saí procurando saber tudo. Apareceu esse “livro” na amazon e eu comprei, mas tem a profundidade de um pires.
14.    Ferida – Nana Pavoulih
eu queria saber o que acontecia. É a sequência de proibida.
15.    Todos os meus amigos estão mortos – Avery Monsen e Jory Jonh
esse livrinho é totalmente sensacional e maravilhoso. Eu ria tanto na livraria que fui abordada por um senhor perguntando o motivo. Humor negro da melhor qualidade.
16.    A probabilidade estatística do amor à primeira vista – Jennifer Smith
é um desses ya fofinhos sobre meninas e meninos. Achei legalzinho. O filme ia ser bem legalzinho. Meio A culpa é das estrelas, só que sem câncer.
17.    O irresistível café dos cupcakes – Mary Simses
esse é um desses livros pra ler numa sala de espera, não dá nenhum trabalho, a história é meio óbvia fofinha e não te deixa nervosa.
18.    A dieta que sempre funciona – Alfredo Halpern
um dia eu tento.
19.    A verdade é uma caverna nas montanhas negras – Neil Gaiman
Gaiman tem problemas. Ainda bem.
20.    The good luck of right now – Mathew Quick
Esse livro é sensacional. Eu sei que eu sou suspeita pra falar porque eu adoro Matthew Quick, mas é sensacional. Vou até comprar a versão em português para fins de ter todos os que saíram no Brasil, mas olha, muito amor por Bartholomew e Richard Gere.
Eu tenho um amor profundo pelos pirados de Quick.
21.    Quase uma rockstar – Mathew Quick
outro livro muito amor sobre gente quebrada. Gente que se quebra. E gente que sai dessa.
22.    A noiva é tamanho 42 – Meg Cabot
bem, ela casou.
23.    Incontrolável – Lara Smithe
não sei mais nem do que se trata.
24.    Ligações – Rainbow Rowell
Eu te amo, Arco-Iris.
25.    Ser feliz é assim – Jennifer Smith
é um desses livros fofinhos. Nem me lembrava mais também.
26.    Jazz – Luís Fernando Veríssimo
Veríssimo fala sobre jazz e dá pra ouvir a música enquanto você lê o livro.
27.    Sete anos bons – Etgar Keret
uma descoberta maravilhosa. Totalmente maravilhoso.
28.    A terra dos meninos pelados – Graciliano Ramos
uma releitura gostosa. Eu li quando criança e, depois de ler agora, ainda adoro.
29.    Isla e o final feliz – Stephanie Perkins
eu morro de vergonha, mas eu adoro esses livrinhos.
30.    A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida – Laura Tait
zzzzzzz
31.    Quem é você, Alasca? – John Green
gostei bastante. Bem melhor que o teorema Katherine.
32.    Simplesmente acontece – Cecília Ahern
fui ler pensando que era uma história legalzinha sobre uma moça e um rapaz que quando adultos descobrem que são apaixonados. Nhooooo, né? E até é assim, bem… mais ou menos. É um livro sobre duas pessoas que são amigos a vida toda, mas a moça só se lasca e o cara vai embora estudar medicina em Harvard. E a menina tá lá, toda lascada na vida mal conseguindo evitar o próprio afogamento. Mas ela consegue, ai quando ela finalmente consegue se livrar e superar todas os perrengues que ela teve que superar, ele chega lá pra ser lindo. “ah Anna, vai dar spoiler?”. Vai dizer que você pensou que era diferente? E digo mais, eles ficam juntos só quando ela já tá na menopausa. Blé.
33.    Uma história de amor e toc – Corey Ann Haydu
garota conhece garoto. Só que os dois têm toc. O cara é #ficagrandeporra #nopainnogain #vivaowhey  e a menina é pirada stalker. Ela acha que se não perseguir os caras coisas horríveis vão acontecer. E ela se fere. É legalzinho por ser em primeira pessoa, e dá pra entrar na cabeça da pessoa obsessiva mesmo. Comecei a me beliscar lá pela página 65, mas foi tudo.
34.    Mosquitolândia – David Arnold
Min Malone não está nada bem. Mas se sua mãe tivesse internada numa clínica psiquiátrica, seu pai tivesse te drogando contra a sua vontade porque você brincava de faz-de-conta aos 6 anos e sua madrasta tivesse grávida, você também não estaria.
35.    Perdido em Marte – Andy Weir
SENSACIONAL. Engraçado. Vejam o filme também.
36.    A vida secreta das abelhas – Sue Monk Kidd
Esse livro é necessário. Eu tenho muita coisa pra dizer dele porque ele é um livro pra pensar sobre muita coisa. E é estranho que sejam tantas coisas pra pensar e um livro tão curto. Mas ó, cês tem que ler.
37.    Frank, a Voz – James Kaplan
o primeiro volume da biografia de Frank Sinatra é espetacular. Não acho que tenha como uma biografia de Sinatra ser ruim, uma vez que o enredo é cheio de plot twist e tantos acontecimentos, mas o trabalho minucioso de Kaplan faz as páginas passarem voando.
38.    Star Wars – Academia Jedi – Jeffrey Brown
nhoooooooooooooooooim. Também quero ir pra academia Jedi.
39.    Turma da Mônica Lições – Vitor e Lu Cafaggi
tadinha da Mônica.
40.    Vá, coloque um vigia – Harper Lee
traumático. Não que seja ruim, porque não é. Mas…. POR QUE?-chora em posição fetal – não existem amendoins confeitados suficientes no mundo pra me curar da depressão de ter que ler isso.
41.    Pequena Abelha – Chris Cleave
Coisas horríveis lindamente escritas.
42.    A princesa sob os refletores – Meg Cabot
depois desses livros deprimidos e reais, a vida da princesa abestalhada foi um bálsamo.
43.    A princesa apaixonada – Meg Cabot
Agora é que ela tá abestalhada mesmo.
44.    Vivian contra o apocalipse – Katie Coyle
várias pessoas foram “arrebatadas” e ficou um pessoal aí lutando contra os fanáticos religiosos no suposto apocalipse. Engraçadinho. Desconfortável também. A pessoa fica lembrando do facebook por causa dos fanáticos religiosos.
45.    Novembro de 63 – Stephen King
ótimo. Mas aí tem aquele final bizarro. Leiam que eu quero debater.
46.    A princesa a espera – Meg Cabot
mais tretas da realeza.
47.    A princesa de rosa shocking – Meg Cabot
eu amo Grandmére.
48.    A princesa na balada – Meg Cabot
véi, na boa.
49.    A princesa em treinamento – Meg Cabot
eu odeio o JP.
50.    A princesa no limite – Meg Cabot
Eu odeio o JP. Vai Thermopolis!
51.    O presente da princesa – Meg Cabot
começo a achar que eu preciso de novos propósitos na vida.
52.    Princesa Mia – Meg Cabot
preciso mesmo.
53.    Os Conjurados – Jorge Luis Borges
não desistam de mim ainda, mas achei bem mais ou menos.
54.    Princesa para sempre – Meg Cabot
PRINCESA PARA SEMPRE OH YEEEESSSS
55.    O casamento da princesa – Meg Cabot
ela casou e tava grávida. Não precisa ter vergonha da sua prima. Eu sempre vou te amar, Fat Louie.
56.    Nova Antologia poética – Vinícius de Morais
Eu não gosto muito de poesia.
57.    Ídolo teen – Meg Cabot
eu prometo que em 2016 vou ler melhor.