parabéns.

Publicado em Uncategorized

Quando eu conheci Filipe, não tinha a menor ideia de que ele ia virar um dos meus melhores amigos. Tipo de ser a primeira pessoa pra quem eu conte coisas que não conto pra ninguém além do meu marido ou do meu diário. Coisas que nem são coisas ainda, são só delírios ainda. Ou só uma necessidade.
Eu não me lembro quanto tempo faz que a gente é amigo. Mas ele já era treinador de pokemon e eu já era chata pra caramba. A coisa partiu mais ou menos daí. Temos algumas pequenas tradições, como O Textão de Aniversário, e esse ano, graças ao facebook, eu percebi que está quebrada a maldição que eu achava que tinha: toda vez que eu escrevia sobre uma pessoa que eu gostava, tinha uma coisa que me fazia não gostar mais da pessoa.
Já escrevi MONTE DE TEXTÃO para e sobre Filipe e o amor só aumenta. E o orgulho, também. E a saudade já cresceu de monte só com o anúncio da notícia que ele vai passar um tempo trabalhando fora do país. E a ideia dele ir pra fora do país tá me dando a sensação de que na verdade ele tá indo pra Saturno.
Tem, sim, aquela parte cheia de orgulho, mas eu sou uma pessoa que quer controlar tudo e eu não posso controlar fuso horário. Resta sorrir e ser feliz com ele.
Mas aí é aniversário de Filipe e eu quero elevar o jogo e tirar o textão de aniversário do facebook e jogar no blog porque ele é importante assim e é um jeito dele saber disso.
Filipe, um ano extraordinário pra você. E por melhor que seja, vai só uma fração do que você merece.

Torta de maçã

Publicado em Uncategorized

torta2

Eu estava olhando minha coleção de livro de culinária e resolvi testar uma receita nova de torta de maçã. Eu adoro torta de maçã. Aliás, torta de fruta em geral. Alguma coisa em fruta assando me faz muito feliz.
Torta de maçã tem aquele cheiro que empesteia a casa e parece que a pessoa mora dentro de um abraço caloroso. Muitamô.
Eu peguei a receita de Dani Noce, mas dei uma adaptada para a minha realidade. Foi assim ó:
torta3
MASSA

3 xícaras + 1/3 de FARINHA DE TRIGO
3 colheres de sopa AÇÚCAR
Uma pitada de SAL
1/2 colher de chá de CANELA
300 gramas de MANTEIGA SEM SAL gelada
1 GEMA
80ml de ÁGUA BEM GELADA

RECHEIO

2 MAÇÃS VERDES
1 MAÇÃ FUJI ou ARGENTINA (usei maçã da Mônica que tavam murchando na geladeira – gaveta das frutas, o lugar onde você vê a decadência do envelhecimento. – e botei umas 2 ou 3)
180 gramas de FRUTAS VERMELHAS congeladas (eu usei framboesas e mirtilos, mas se você não quiser usar, basta acrescentar mais uma maçã) (não usei porque aqui em Mossoró non ecziste essas coisas)
Raspas e suco de 1 LIMÃO (botei 3 pequenos, mas não usei as raspas)
1 xícara de AÇÚCAR (usei mascavo)
2 colheres de sopa de CANELA EM PÓ
1/2 colher de chá de GENGIBRE EM PÓ (aqui também não tem isso, eu botei umas duas colheres de sopa de melado, que não tem nada a ver com gengibre, mas eu acho que vai muito bem com maçãs, canelas etc)
1/4 de colher de chá de CRAVO EM PÓ (DETESTO CRAVO, não botei)
1/4 de colher de chá de MOSTARDA AMARELA EM PÓ (não botei também)
1/4 de colher de chá de NOZ MOSCADA ralada na hora
2 colheres de sopa de AMIDO DE MILHO ou FÉCULA DE BATATA
MASSA

Misture os secos no processador. Quando estiver homogêneo, distribua a manteiga em cubos sobre a farinha e processe até obter uma farofa úmida e com pedaços visíveis de manteiga.
Adicione a gema, feche o processador e processe novamente, desta vez acrescentando a água ’os poucos até que a massa se forme por completo.
Divida a massa em duas partes, sendo a primeira parte 2/3 do total e a segunda parte, 1/3 restante. Abra ambas entre folhas de papel manteiga num formato redondo e com aproximadamente 5mm de espessura.
Leve as massas à geladeira para descansar por 2 horas.

RECHEIO

Corte as maçãs em quatro partes iguais e fatie-as finamente. Misture todos os ingredientes do recheio e reserve.
Enquanto isso, arrume a maior parte da massa em uma forma de torta (aprox. 22cm de diâmetro) e leve-a ao congelador por 30 minutos.
Depois de uma hora e alguma coisa das maçãs na marinada, eu separei as maçãs e botei a manteiga no fogo até formar um caramelo bonitão, porém mais fino. Aí acrescentei o amido de milho e mexi, ficou um mingau. Depois eu olhei a receita e vi que ela diz pra botar o amido sobre as maçãs já na torta semi-montada e eu fiquei me achando a pessoa mais lerda do universo, só que quando a torta assou, tinha ficado uma delícia e eu resolvi manter o método.

Com a menor parte da massa, prepare o trançado que vai cobrir a torta: corte fatias de aproximadamente 1cm com um cortador de pizza ou mesmo com uma faca.
Asse a torta em forno pré-aquecido a 200˚C por aproximadamente 40 a 50 minutos e depois só se jogar.

torta1Adaptado daqui